TESTEMUNHO

quarta-feira, 10 de novembro de 2010


JOELHOS PRETOS




Sou testemunha viva de dois poderes maravilhosos: O poder do Amor e da Oração.


Minha sogra (já falecida) era evangélica e tinha sempre uma preocupação diária: O seu filho mais velho, Carlos. Ele tinha 3 filhos (oficialmente), cada um com uma mulher diferente, era pagodeiro e vira e mexe se envolvia em alguma confusão no morro em que morava. Foram anos a fio, de oração por parte daquela mãe que ficava ajoelhada e com o rosto por terra. Eram lágrimas e leituras na Bíblia. Tal era o seu sofrimento que até eu, ficava revoltado com a atitude desse filho.


O seu filho era pedreiro, mas não cuidava da casa de sua mãe, até que ele parou de falar com a mesma (saiu de casa e ficou sem falar com a mesma cerca de 3 anos, falando somente alguma coisa no Natal, que também era dia do aniversário da minha sogra), mas mesmo assim, a sua mãe orava e tomava posse da revelação que o Senhor lhe falou em oração:" O seu filho, servirá o Senhor!" A mesma maravilhada proclamou isto, mas todos os conhecidos riam dela, falando que era algo impossível.


Passaram tempos e a casa da minha sogra ficou comprometida, ela foi morar comigo, era para mim como uma mãe e em minha casa, veio a falecer, nos braços de sua filha, minha esposa.


Quando o filho chegou em minha casa e viu o corpo de minha sogra, ele sentiu a pior dor que alguém em vida pode sentir: a dor do remorso! Caiu de joelhos no chão, deu um forte grito e sentiu um gosto amargo na boca (estava no inferno em vida pois o remorso lhe lembrou que ele não a amou devidamente).


No IML, estava eu e ele para liberar o corpo, então eu falei para ele tudo o que estava engasgado; falei que a sua mãe tinha ficado com os joelhos pretos por causa dele, para a sua conversão e que se ele queria honrá-la, deveria ter uma nova vida. Ele me agradeceu por eu ter sido um bom filho para ela (mesmo sendo genro).


Sim, Deus honrou a promessa feita à sua filha. Hoje, Carlos é evangélico, congrega na igreja e trabalha na Obra do Senhor.

meu nome é Alexandre Tadeu e sou testemunha de que o Amor e os joelhos pretos, foram atendidos por Deus e que uma mãe nunca pode desistir do seu filho.