NATAL É COM CRISTO

sábado, 25 de dezembro de 2010
O meu testemunho é simples. O ano era 2002, estava casado de pouco, estava desempregado e a coisa estava complicada no meu casamento. Sem dinheiro para comprar a ceia, aparecu uma oportunidade de dar uma aula de explicador em pleno dia 24 de dezembro daquele ano. O valor cobrado pela aula, daria para comprar pelo menos um franguinho e realizar uma modesta ceia com ele. Porém a aula era em uma casa dentro de uma comunidade que praticamente não existe mais: Rato Molhado. Ao sair apressado para pegar um mercado ainda aberto, me deparei com uma cena horrível: Um homem baleado na rua e logo escutei tiros. Sim, havia uma invasão ocorrendo naquela região. apavorado, fiz uma oração e pedi à Deus que me mantesse vivo, pedi perdão por não ter dado valor ao verdadeiro sentido de Natal. Antes uma mesa vazia do que uma casa sem uma pessoa. Naquele dia, um conhecido meu fora assassinado naquela região com o conflito, mas ao chegar em casa, agradeci à Deus e me abracei à minha esposa.
comprei o franguinho, mas o Natal havia tido um novo sentido aos nossos olhos: o maior presente era a vida.