Pentecostes

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Celebramos o nascimento de nossa Igreja.
Esta querida pelo Pai desde toda eternidade.
Esta instituída pelo Filho como a “Minha Igreja”.
Esta nascida no poder do Espírito Santo com sinais e prodígios para manifestar a misericórdia de Deus aos homens.
Esta é a NOSSA IGREJA, somos os mais agraciados deste mundo, pois pela misericórdia do Pai, fomos chamados a estar n’Ela e ser com Ela a manifestação do amor neste mundo tão perturbado pelo pecado.

Fomos revestidos da graça para que a glória de Deus transpasse em nós para atingir o mundo e não é por mérito nosso, mas por pura vontade do Pai.
E neste sentido Ele escolhe os mais indignos para que Sua Glória possa ser plena.
Celebrar Pentecostes é proclamar a “Vida no Espírito” que daqui pra frente seremos conduzidos por Deus. Não estamos divagando pelo mundo “sem lenço e sem documento”...
Temos um porto a chegar – a Vida Eterna
Temos um barco pra navegar – A Igreja
Temos um motor a nos impulsionar – o Vento do Espírito Santo
Temos um capitão a nos dirigir – o Senhor Jesus
Podemos ficar tranqüilos, o caminho por mais turbulento que seja a chegada é segura.
Assim vemos os prodígios relatados em Atos com a chegada do Espírito Santo, tudo mudou, os Apóstolos ganharam vida e força de luta, os milagres começam a se manifestar, as pessoas passam a entender o anúncio do Evangelho, o Reino começa a surgir no coração das pessoas e a Igreja a ser erguida.
Este edifício que o Espírito está construindo há dois mil anos. Que edifício lindo cheio de histórias lindas e turbulentas em meio a Santos e Pecadores, Mártires e Apóstatas, Fiéis e Dúbios, o edifício vai se erguendo e nada pode romper com esta construção, pois o fundador disse: “as portas do inferno não prevalecerão contra Ela” (Mt 16, 18).
A estrada traçada pelo Espírito é cheia de flores, é um jardim em que cada um de nós é uma flor que enfeita esta grande estrada da vida de nossa Igreja e como uma oferta o Espírito prepara a humanidade para que Cristo resplandeça e seja coroado pelo Seu povo.
Assim irmãos, temos que nos render ao Espírito para que Ele realize em nós as abundâncias de Deus e sejamos portadores de prodígios – milagres, curas, perdão, amor, misericórdia, alegria, felicidade, comunhão – e o Reino possa acontecer no aqui e agora de nossas vidas, afinal no início da vida pública de Jesus ele disse: "Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo” (Mc 1, 15).
Este Reino começa aqui com a manifestação do Espírito Santo!


(Fonte)