Coisa de pele

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

As aparições de Nossa Senhora, já foram em muito discutidas. Mas o que todos observam é que Ela (Nossa Senhora), assume as características dos povos locais. Se não vejamos: Veio em aparência de uma portuguesa em Fátima; veio como uma francesa em Lurdes; apareceu como uma típica européia em Medjugorje, como uma índia em Guadalupe e negra em Aparecida do Norte. E por que negra? Porque aqui no Brasil, último país a abolir a escravidão, passava por uma grande seca e dificuldade econômica, além de viver uma discarada "intolerância racial", com os brancos não tolerando a convivência com os negros (ainda escravos), bem como sendo já naquela época um país cujos os mais miseráveis eram da cor negra. Ao encontrarem a imagem (primeiro encontraram um corpo sem a cabeça e depois a cabeça da imagem)os pescadores pensaram que a imagem estava suja; a limparam; a lavaram mas, a mesma continuou negra, da cor das minorias, da cor dos pobres, da cor dos brasileiros que tanto sofriam.
Hoje, no Vale do Paraíba em SP (local onde foi achada a santa), vemos essa imagem em local de destaque para lembrar à todos que a mãe de todos os brasileiros, se fez pobre, se fez negra, se fez brasileira. Isso marcou os corações das raças que compoem o Brasil, isso... é coisa de pele.

2 comentários:

  1. Angel@ disse...:

    Nossa Senhora quer sempre se identificar com seus filhos queridos, especialmente os mais sofridos. Ela é puro amor, amor de Mãe!
    Ótima postagem!
    Abraços fraternos

  1. Lindo. Sou apaixonada por Maria. Que Ela os abençoe