É o Natal que se aproxima

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011
É o Natal que se aproxima.
Final do ano.
Andando pelas ruas das cidades, percebemos que as casas começam a ser enfeitadas.
O comércio apresenta suas fachadas luminosas, vitrines decoradas com muitas cores.
Atrativos os mais diversos para o consumo.
É o Natal do mundo materialista.
Do velhinho de barbas.
É o Natal que se aproxima.
Nós nos transformamos.
Floresce o espírito de fraternidade, solidariedade, caridade e amor, como nunca.
Festas de confraternização são organizadas.
Trocam-se presentes. Doam-se cestas de alimentos.
Famílias se reúnem. Ceias e almoços se realizam.
É o Natal que se aproxima.
E o aniversariante!
Sabemos de fato o que representa o Natal?
Jesus! O Salvador.
A verdadeira razão do Natal não tem vez.
É o Natal que se aproxima.
Natal é todo dia e começa em nossos lares; no trabalho; no grupo de amigos; no clube que freqüentamos; é a vivência e a prática dos ensinamentos do Mestre.
Se Jesus, "o aniversariante", ocupasse em nossos corações o espaço que lhe é de direito, o mundo seria bem melhor.
Não haveria tanta violência; crianças e pedintes pelas ruas; casamentos desfeitos; traições;
guerras; tantas doenças provocadas pela prática desenfreada do sexo;
os nossos políticos pensariam, com certeza, nos menos favorecidos;
não haveria tantas injustiças sociais; o empresário não seria tão ganancioso;
o empregado seria mais consciente de suas obrigações; não haveria tanto desemprego;
não seríamos falsos cristãos que freqüentamos missas e cultos, mas não vivificamos os ensinamentos de Jesus.

É o Natal que se aproxima.
Natal é partilhar o que somos e o que temos, principalmente com aqueles que não são respeitados como gente.
Natal é todo dia.
É saber perdoar, dialogar e esquecer as ofensas recebidas; é ouvir; deixar o egoísmo e descobrir que o mundo não existe apenas em volta de você;
é reconhecer o erro e pedir desculpas; é respeitar a esposa(o); fazer do lar um lar verdadeiramente cristão;
são os cristãos se respeitando e deixando de lado suas diferenças doutrinárias para juntos anunciarem a boa nova que é Jesus Cristo.

É saber fazer uso do dinheiro;
o sexo por amor e não pelo desejo; é ter humildade e não fazer do poder o objetivo da própria existência.
Natal é todo dia.
É pensar como Jesus pensou; é procurar fazer o que ele fez e amar como ele amou.
O Natal que eu quero e desejo para você é o verdadeiro Natal cristão.
O Natal que eu quero e desejo para você é um Natal diário, repleto de amor e paz, cheio da presença de Jesus Cristo.
"Que a paz de Jesus esteja convosco!".

(Reinaldo C. Moscatto)