Tempo de flores

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Estamos entrando num tempo muito especial: Finados. Para muitos, esse tempo significa tristeza, mas para quem crê em Deus, em Jesus e na conquista que Ele realizou ao ressuscitar no terceiro dia, enxerga esse dia com muita saudade, MAS COM MUITA ESPERANÇA. Esperança sim, em encontrar um dia, todos aqueles que nos precederam e que com certeza, estão com o Pai na vida eterna. Mesmo que façamos todos os cursos possíveis que a Igreja oferece; mesmo que trabalhemos na obra do senhor durante anos; mesmo que façamos orações extraordinárias... o luto quando vem dói muito... mas, Deus é Amor e com o Espírito Santo, nos consola  (e nos esclarece que aquela pessoa que esteve na nossa vida, teve uma missão muito especial) para que COM O TEMPO, essa ferida cure, sare. Deus é muito bom, nos dá momento certos para nos consolar e nos fortalecer. Quando somos chefes de família, não podemos chorar na frente de nossos filhos ou das pessoas que nos colocamos para protegê-las e ampará-las, mas Deus nos consola. Quando entramos a sós em oração ou no Santíssimo ou na fila da comunhão, aí então podemos chorar como crianças pois Deus nos consola nestes momentos. Tenhamos a intimidade com Deus, LOUVEMOS AO SENHOR PELA VIDA DOS QUE SE FORAM, PELO CONVÍVIO CONOSCO, pois Ele nos consola, nos anima e nos dá esperanças para que um dia termos uma grande festa, que não tem fim. Por hora, cabe pensarmos com fé, o que diz uma música : "Só se tem saudade do que é bom, se chorei de saudade não foi por fraqueza, foi porque amei..."  Saudade sim, tristeza... NÃO. E faça que nem um dia, falei para uma pessoa muito querida: "Até breve, meu querido."